Chico Legal
Amo brincar com as palavras
Capa Textos E-books Fotos Perfil Prêmios Livro de Visitas Contato
Textos
Adeus, amigo!
   Nosso querido amigo, colega do Recanto das Letras, Roberto Vieira, não está mais conosco.
   Recebi a informação de sua partida na madrugada de hoje, através de uma mensagem de WhatsApp enviada por sua mulher e filhos.
   Antes de sair para a caminhada matinal, por volta das 6 horas da manhã, tomado pela emoção, meus olhos ficaram marejados. Mas eu disse a mim mesmo que as lágrimas seriam de saudade, jamais de tristeza.
   Nós nos conhecemos há pouco tempo, há cerca de um ano, mas já nos considerávamos amigos. E ele me dizia que estava estudando mais sobre aldravia. E me pediu até que lesse seus escritos e fizesse comentários. E assim procedi. Ele também passou a ler e comentar meus rabiscos.
   Há poucos dias, porém, ele me liga e diz que toda a família tinha sido afetada pelo coronavírus. Acrescentou que a esposa, filhos, e um genro até estavam reagindo bem, mas ele ainda tinha sintomas desse mal que afeta o planeta.
   De casa para o hospital, foi para a UTI onde ficou poucos dias vindo a falecer nesta madrugada.
   Agradeço ao filho dele, Hugo, por ter me dado sempre notícias do seu querido pai, acreditando na sua melhora, o que infelizmente acabou não acontecendo.
   Mais uma vez agradeço ao Roberto, por estar aqui no Recanto das Letras. Foi ele que me trouxe a este site e até fiz uma homenagem ao amigo agradecendo por isso. E ele, humildemente, chegou a me dizer que não precisava, não merecia.
   E hoje volto aqui para dizer que ele continuará escrevendo suas aldravias lá no Céu junto ao nosso Pai.
   Roberto sabe que tem o carinho e o amor de seus amigos Recantistas.
   Vou terminar por aqui...
   Estamos todos em oração, Roberto.
    Obrigado por sua amizade.
    Até qualquer dia...

  
..
  


Chico Legal
Enviado por Chico Legal em 01/10/2020
Alterado em 01/10/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários